Perguntas frequentes

Jaime Villate. Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

1. Avaliação

1.1. Qualquer estudante inscrito pode realizar os testes/exames?
Os testes e exames fazem parte das condições de aprovação que são as seguintes:
  1. Assiduidade (a percentagem de faltas nas aulas TP não pode exceder 25%).
  2. Obter classificação média mínima de 5 valores nos testes.
  3. Obter uma classificação no exame que conduz, no mínimo, a 10 valores aplicando a fórmula da nota final.
As 3 condições anteriores devem ser cumpridas nessa ordem; ou seja, quem não cumprir a condição de assiduidade já estará reprovado e, como tal, não será avaliado nos testes nem nos exames. E quem já cumpriu a condição de assiduidade mas não obteve a nota mínima nos testes não será avaliado no exame de época normal, nem de recurso, nem épocas especiais. Se as duas primeiras condições já foram cumpridas em algum ano anterior, não terá de frequentar novamente as aulas nem fazer os testes; poderá simplesmente fazer o exame final. Trabalhadores-estudantes estão dispensados das duas primeiras condições mas, se optarem por não serem dispensados, deverão então cumprir as 3 condições na ordem indicada.

1.2. Já obtive nota da componente distribuída num ano anterior qualquer. Tenho que me inscrever numa turma e frequentar as aulas?
Não. Pode simplesmente apresentar-se no dia do exame e a nota final será calculada usando a nota da componente distribuída obtida anteriormente.

1.3. Como se calcula a nota nos exames de época especial?
Exatamente igual que nos exames de época normal e de recurso, usando a mesma fórmula. E as condições de aprovação são as mesmas, independentemente da época em que seja feito o exame.

1.4. Tenho que me inscrever no exame?
Se está inscrito na unidade curricular, não é necessário inscrever-se no exame de época normal. Para o exame de recurso só tem que se inscrever quem vai fazer melhoria, porque já aprovou a unidade curricular. Quem faltou ao exame de época normal ou não conseguiu aprovar nessa época é inscrito automaticamente na época de recurso.
Quem pretende fazer melhoria da nota obtida no ano anterior ou tentar aprovar numa época especial tem de se inscrever.

2. Aulas teóricas e teórico práticas

2.1. Tenho que frequentar as aulas teóricas?
Não, as normas de avaliação não permitem marcar faltas nas aulas teóricas. Frequentar as aulas teóricas não é uma obrigação mas sim um direito; se está a pagar propinas tem o direito a assistir e, caso ache que é uma perda de tempo, sugerir alterações para que assim não seja. A experiência do regente é que todos os anos os estudantes que decidem não frequentar as aulas teóricas têm muita mais dificuldade nos exames. Os conceitos físicos levam bastante tempo a serem assimilados, gradualmente, refletindo sobre os assuntos, e não apenas resolvendo alguns problemas uns dias antes do exame.

2.2. Tenho que frequentar as aulas teórico-práticas?
Sim, a menos que já tenha cumprido a condição de assiduidade em algum ano anterior, ou se estiver inscrito como trabalhador estudante. Não pode faltar a mais do que 25% das aulas teórico práticas previstas para a sua turma. Por exemplo, a sua turma tem 11 aulas durante o semestre, pode ter, no máximo, duas faltas mas não três, porque 3 ultrapassa 25% de 11. O número de aulas dos estudantes em regime de transferência ou de reingresso são contadas a partir da data regular da inscrição; por exemplo, se o estudante foi inscrito numa turma numa data em que faltam 7 aulas, poderá faltar a uma dessas aulas, mas não a duas, porque 2 ultrapassa 25% de 7.

2.3. Como posso justificar uma falta?
Deve apresentar um documento comprovativo na secretaria do MIEIC, e não ao docente, até uma semana após a data.

2.4. Posso assistir à aula de uma turma em que não estou inscrito?
Geralmente sim, mas se a essa aula comparecem muitos alunos, o docente pode ter que impedir o acesso aos que não estão inscritos nessa turma. Convém então pedir autorização ao docente da turma a que pretende assistir, o mais cedo possível.

2.5. Posso eliminar a falta a uma aula teórico prática assistindo à aula de outra turma?
Sim, mas veja a pergunta anterior e consulte as datas das aulas teórico práticas no servidor Moodle. Se número da aula TP da turma à que pretende assistir não for o mesmo número da aula à que faltou, a falta não pode ser eliminada.

2.6. Posso inscrever-me numa turma se não pretendo assistir nunca às aulas?
Tem direito de o fazer, mas poderá prejudicar os seus colegas. Algum deles não conseguem mudar para essa turma por não haver vagas. Em qualquer altura do semestre em que decida deixar de frequentar as aulas recomenda-se sempre que anule a sua inscrição na turma, para permitir que outros estudantes possam passar para essa turma.

2.7. Eu bem que gostava de assistir às aulas teóricas mas o meu horário não o permite. O que é que recomenda?
Consulte regularmente a secção Sumários das aulas teóricas na página Moodle da unidade curricular e estude pela sua conta o que foi dado em cada aula. Esses sumários não dispensam a consulta do livro para ficar a par de toda a matéria e ver exemplos resolvidos.

3. Moodle

3.1. Tenho que autenticar-me para ter acesso a todos os conteúdos?
Na única secção que tem de estar autenticado é a secção dos resultados da avaliação.

3.2. Quais são os meus dados de acesso?
Os mesmos do Sigarra. O nome de utilizador foi obtido do Sigarra, mas em alguns casos essa informação está errada. Se tiver problemas em aceder envie por favor uma mensagem ao regente da unidade curricular, indicando qual é o nome de utilizador que costuma usar para autenticar-se no Sigarra.

3.3. Porque não se usa o servidor Moodle da UP?
Porque o regente não pode alterar o código do Moodle usado nesse servidor.

4. Perguntas de escolha múltipla e problemas

4.1. Não consigo resolver um problema, onde posso pedir ajuda?
Primeiro consulte o Fórum de dúvidas na página Moodle da unidade curricular. É possível que o problema em questão já tenha sido discutido nesse fórum. Senão, pode então pedir ajuda aos colegas ou ao docente, durante as aulas TP, enviando uma mensagem de e-mail para o docente ou durante o horário de atendimento afixado na página Moodle.